quarta-feira, 4 de setembro de 2013

'Urano quer Mudar', de Florianópolis, é encenada pela primeira vez fora da Capital durante o Cena 10

Em trabalho centrado na memória, peça fala também de desapego e sobre a construção de um amor entre idosos



Tuane Roldão
Fenícia e Urano. Faxineira e coveiro. Ela cria músicas. Ele, poesia. Caçula, ainda que a idade avançada não permita identificar quem é mais nova que quem, a idosa tem a incumbência de cuidar das tumbas da família.
Entre os dois, surge um amor quase impossível. O casal é protagonista de uma história que procura romper com o destino. E tudo isso estará no palco do Galpão da Ajote, nesta quinta-feira, às 20 horas.
Diretamente de Florianópolis, o Círculo Artístico Teodora traz ao Cena 10 a peça Urano quer Mudar. É a primeira vez que o espetáculo será encenado fora da capital, e também a estreia da veterana Margarida Baird na Mostra de Teatro de Joinville.
Aos 68 anos, a atriz completa 50 anos de carreira em 2013 e interpreta ela mesma na apresentação. O elenco é completado por seu marido, o ator José Ronaldo Faleiro, que faz o papel dele próprio.
O texto da peça foi escrito originalmente há dez anos por Rogério Christofoletti para uma leitura dramática no Festival Internacional de Teatro Universitário de Blumenau. Na época, o casal se encantou pelo roteiro, mas só agora conseguiu encená-lo.
Na experiência de metateatro dirigida por Brígida Miranda, José e Margarida preparam a mudança da casa onde vivem e reencontram o texto de um espetáculo que não chegaram a montar. Em um cemitério como cenário, os atores transitam entre as lembranças de suas vidas e a história de Urano e Fenícia.